Apostar Copa do Mundo 2018

Quem será o melhor marcador?

4 Março 2018
par admin

Uma das opções mais apetecíveis para desfrutar do Mundial de futebol que se celebrará na Rússia durante o Verão de 2018 é a de apostar em quem será o melhor marcador. O elenco de possibilidades é imenso e as odds costumam ser bastante atractivas. Para além disso, com este tipo de aposta, a emoção está presente em todos os jogos e praticamente durante toda a competição. Neste artigo, analisamos alguns aspectos deste mercado com a intenção de que eles lhe sirvam de guia na hora de tomar a decisão definitiva.

Apostar nos médio-ofensivos das equipas favoritas

O ritmo de futebol actual é altíssimo. As defesas são fisicamente imponentes e a maioria das equipas apresenta uma ordem táctica superlativa que impede que se vejam mais golos. Perante este cenário, na altura de apostar com a intenção de acertar quem será o melhor marcador da competição, talvez nos interesse fazê-lo pelo avançado de uma equipa que comece como favorita. A explicação é muito simples: presume-se que as equipas consideradas por todos como as verdadeiras candidatas ao título chegarão longe na competição. Isto traduz-se em mais jogos disputados e, portanto, em muitos mais minutos de jogo para as suas estrelas marcarem.

Perante esta situação, temos algumas opções muito interessantes entre as quais se destacam Antoine Griezmann e Lionel Messi:

  • O primeiro deles vem do Euro 2016 como o melhor marcador (6 golos em 7 partidas). Poucos duvidam desta energética França e existem grandes probabilidades de que, assim como no Europeu, os rapazes comandados por Didier Deschamps estejam presentes na final. Se isto acontecer, não seria descabido que o avançado do Atlético de Madrid voltasse a repetir tão importante distinção individual.
  • No caso do avançado do F.C. Barcelona, é mais uma questão de estatística. Embora tenham sido finalistas no Mundial do Brasil de 2014, o seu jogo não convence e até está a custar-lhes a qualificação para a competição. No entanto, são muitos os que pensam que já é hora de ver o Messi na La Albiceleste com essa facilidade insultante para o golo que ele exibe no seu clube. Algum ano tem que ser seu e pela idade, este é o momento ideal.

Espanha procura killer

Morata, Diego Costa e, surpreendentemente, David Villa, parecem perfilar-se como os três homens que optarão pela titularidade na frente espanhola do próximo ano. Nesse caso, em quem apostar durante o Mundial da Rússia de 2018?

  • Álvaro Morata: depois de um último ano no Real Madrid sem demasiada continuidade, mas com uma óptima performance (20 golos em 43 partidas), o avançado madrileno fez as malas rumo a Londres, onde actualmente faz parte da ofensiva do Chelsea. Este ano espera jogar os minutos importantes que Zidane não lhe deu e talvez com eles aproveite para se destacar. Se chegar em boa forma, o seu remate de cabeça e a sua potência podem dar-nos um grande verde.
  • Diego Costa: não poderá jogar até Janeiro após a sua contratação pelo Atlético de Madrid (devido à sanção que o TAS (Tribunal Arbitral do Desporto) impôs ao clube madrileno). Isso pode jogar contra ele, no entanto, foi no clube colchonero onde desempenhou o seu mais alto nível ou, pelo menos, de forma mais regular. Se conseguir recuperar o desempenho que conseguiu na sua primeira etapa sob as ordens de Simeone, é muito possível que faça um grande Mundial (na fase de qualificação conta com 5 golos, apesar de ter perdido múltiplas partidas).
  • David Villa: Esta opção pode ser chocante mas o guaje leva vários meses a jogar num alto nível e, apesar de ser numa liga menor como a MLS, ele manteve a excelente performance. Não devemos esquecer que David Villa é o melhor marcador da selecção espanhola, para além de se envolver como poucos nesse jogo de toque e corte. Se Lopetegui lhe der confiança, pode tornar-se numa boa aposta: recordamos que Villa já foi o melhor marcador de uma competição destas características (Euro 2008).

Especialistas no assunto

Outra opção muito sensata na hora de apostar no melhor marcador do Mundial da Rússia de 2018 é a de recorrer aos valores seguros, jogadores com um grande historial de golos:

  • Cristiano Ronaldo: Ninguém pode duvidar da habilidade goleadora do português, especialmente nos últimos anos, em que a perda de velocidade o transformou mais num ponta-de-lança do que num avançado lateral puro. Se estiver em forma é imparável; possível aposta segura.
  • Edinson Cavani: Melhor marcador da fase de qualificação sul-americana, o avançado do PSG é sinónimo de golo. Além disso, é muito provável que o futebol sólido do Uruguai (onde também temos outro grande candidato a melhor marcador do Mundial como Luis Suárez) nos permita ver a equipa nos oitavos-de-final ou até mesmo nos quartos-de-final (e quem sabe se mais longe). Numa situação como esta, seria muito invulgar que Cavani não superasse os quatro ou cinco golos.
  • Robert Lewandowski: É possível que a Polónia não chegue muito longe no Mundial. No entanto, o actual avançado do Bayern de Munique é uma aposta segura. Já ultrapassou uma dezena de golos na fase de qualificação e se a selecção do seu país jogar 4 ou 5 partidas, Lewandowski podia perfeitamente deixar a competição como o melhor marcador.
  • Neymar: Embora a recente contratação do PSG não seja um avançado puro, mas sim mais um desequilibrado jogador de linha lateral, o peso que tem na canarinha é tal que todas as jogadas de ataque praticamente passam pelos seus pés. Ele sabe disso e sente-se o líder. Assim sendo, é muito provável que tenha dezenas de oportunidades de golo (e o Brasil consegue chegar pelo menos aos quartos-de-final ou às semi-finais).

Apostar no Müller, segurança garantida?

Apostar em qualquer um dos jogadores da selecção alemã como melhor marcador do próximo Mundial de futebol que se realizará na Rússia durante o Verão de 2018, parece ser uma opção muito sensata. Os alemães levam alguns anos a empenharem-se a um nível excepcional e as duas últimas edições desta competição valeu-lhes uma semi-final e um campeonato. Além disso, Müller parece ter desenvolvido um carinho especial por esta competição:

  • Com apenas 28 anos, Müller já conta com 10 golos em campeonatos mundiais (2010 e 2014). Embora este dado brilhante contraste de forma exagerada com o seu desempenho na máxima competição europeia de selecções (2012 e 2016), em que ainda não sabe o que é marcar um golo. Apesar da fraca temporada do ano passado, em que não alcançou nem dez golos, Müller parece ser um seguro de vida com o equipamento do seu país, onde se empenha sempre a um grande nível e possui um enorme peso nas acções de ataque. Se já em 2014 ficou um pouco atrás de conseguir alcançar o título de melhor marcador, porque não o conseguirá finalmente nesta edição?

Apostar no que vem: jovens talentos

Certamente muitos se lembram da maneira pela qual surgiu Milan Baros no panorama internacional quando conquistou a Bota de Ouro do Euro de 2004 com 5 golos e apenas 22 anos. Parece que às vezes é melhor apostar no que está para vir do que no que está destinado. No próximo Campeonato Mundial haverá muitas opções para o fazer como Gabriel Jesús, Kylian Mbappé, Ousmane Dembélé, Romelu Lukakuo e Harry Kane.

Todos têm umas condições excepcionais para este desporto, pelo que, se a pressão não os afectar e se fizerem uma fase de grupos aceitável, não será de estranhar que acabem por ganhar o prémio de melhor marcador. Apostar num deles durante o Mundial da Rússia de 2018, com as odds tão atractivas que terão, pode dar-nos um verde memorável.

  • Artigos